quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Memórias de um velho apaixonado

Foi quando ela fez completo silêncio. Foi quando ela fitou minhas mãos como quem olha a um estrangenheiro aguardado. Foi quando eu já não soube o que fazer das mãos quando me deparei com aqueles olhos pequenos, sem armas, renovados pelo tom mel que a invadia de manhã.
Foi quando eu só pude encostar minhas mãos nas mãos dela esperando ansiosamente que aquela pele branquinha, suave e própria da juventude arrancasse o suor e o medo de um dia não tê-la por perto. Foi quando desejei pertencer aquela menina antes de tudo que já me ocorreu, durante e sempre.


É vicio doce e egoísta querer minha vida inteira entranhada por cada beijo dela. Porque o amor que ela faz, vai além do que é feito pela necessidade humana. Ela tem no sexo a incorporação interminável de paixão e arte. E o meu corpo só faz sorrir alheio ao tempo e a realidade.Ela tem a capacidade de alterar esta mesma realidade quimicamente. E respeita mais do que eu mesmo minhas neuroses. E é então, que me encontro extasiado como um garotinho impregnado de orgulho por ter mais uma vez nos braços a “dona da poesia”.
Há nela, uma beleza sutil, que vai crescendo a cada novo olhar que lançamos. E em vão, tenta escondê-la dentro de seu personagem de moleca. A personagem só faz cintilar ainda mais charme e frescor. Adoro vê-la charmosamente desajeitada.
Existe mesmo, uma magia que nos cativa diante de tamanha simplicidade.E é dela que emana em perfeita sincronia a sensualidade com uma delicadeza de expert no assunto. Entre quatro paredes, a menina dá lugar à mulher. Não existe, nem jamais existiu em minha vida, amante mais completa, com o poder de levar ao delírio com apenas um beijo. E beija como ninguém, e o beijo dela alterna com maestria o calmo e o intenso.
Digo sem nenhum receio de cair na pieguice que, nas artes do amor, ela é a verdadeira encarnação de uma deusa. O corpo sempre escondido em seus trajes comportados é um bálsamo para qualquer homem, e eu me apaixono cada vez que o invado e desbravo.
Só ela, é capaz de declamar suas próprias poesias no auge do gozo e depois, entrar em um estado de inspiração tão fascinante, que a impele a criar novas poesias.Ela é dona de um fluxo sanguíneo na alma. Existe uma devassidão deliciosa em cada poro seu, e uma meiguice deliciosa que a faz menina outra vez. Ela molha os lábios feito figurinha sapeca quando quer provocar.
E eu, me condeno assim, a velho apaixonado, que jamais quis tanto uma mulher como quero a esta, sendo presa de seus caprichos e de meus desejos.
Ela me sorri de um jeito doce e perverso, pois sabe que já me tem nas mãos. Quanto a mim, estou incapaz e sem forças para almejar o contrário.
Moram nela, o conjunto de coisas que mais me deixam atordoado. Toda vez que a leio, a ouço e que a toco, me sinto o homem mais feliz e confusamente ridículo da face da terra. Brotam admiração, carinho incontrolável e simultaneamente um medo de que outro a tenha. Confesso ter vontade de isolá-la para que assim eu não a divida com ninguém.
E assim, entro e saio do inferno todos os dias. Caio em frases batidas, textos piegas como este só pra que ela saiba que me tem nas mãos. Aqui estou eu: rendido, exposto, longe de aplausos e nada original nestas linhas.
Engraçado é que ninguém acredita na gente, nem parentes, nem rastros, nem terapeutas e às vezes, nem você. Porque você sabe que nossa história pode ser interrompida e ainda assim terá valido a pena.

Foi quando a amei mais do que a mim mesmo. Foi quando você chegou sorrateira vestida desses olhos capazes de parar indústrias.
Foi quando ela me deu a força para espernear a cada obstáculo de nós.

10 Cafezinhos:

Natacia Araújo disse...

Sorte da mulher que é brindada com palavras como estas. E infeliz do homem que se apaixona dessa forma...rs
Hmmm...Deixe-me ver...Perfeito! Parabéns Sr Roberto Camilo, a literatura realmente é a melhor profissão para o senhor. hihi

Suellen Nara disse...

Ai meu Deus!!
ic ic ic (soluços) rsrs..
(uffa)

Lindo!

Jorge Oliveira disse...

Ahhhh o amor! Eu também te amo môzinho...Não precisava ter se declarado tão abertamente assim...Eu já nem ligo se sua barba espeta, te amo tanto meu bebê...kkkkkkkkkkkkkk

Velhinho, tá demais! Né que o cara é fera nos argumentos amorosos também? Não achei piegas não, acho que a musa inspiradora deste texto está te enrolando e que você está f...
Mas veja pelo lado bom, se eu fosse mulher caro amigo, eu dava pra vc! hehe
Parabéns cara, e viva a versatilidade literária e aos amantes apaixonados! rs

Natacia Araújo disse...

kkkkkkkkk No que depender do Jorge este blog vira uma feira com direito a venda de paçocas e tudo...rs
Beto, tá lindo e tenho certeza que qualquer mulher se sentiria privilegiada.
A figura da mulher está mais do que banalizada com toda essa modernidade às avessas. E como já tenho fama de feminista mesmo não custa nada salientar que falta e muito atualmente a valorização da mulher, por parte da própria e consequentemente do clã masculino.
Reforço os parabéns e faço melhor me coloco no lugar da tal musa rs e te reverencio!

Bianca Nonato disse...

Uau! Que coisa bonita de se ler! Toda mulher deveria ser encarada assim...ahhhh lindas palavras!

Roberto Camilo disse...

Obrigado a todos em epecial o Jorge ( na intimidade "Jorjete") meu amigo, amante e amorzinho que me deu a inspiração necessária pra escrever este texto( principalmente de manhã quando ele desfilava com a calcinha comestível que eu amava). Quero dedicar todo o meu trabalho a ele, que é o verdadeiro amor da minha vida por quem nutro total lealdade. ( meninas: eu sou compromotido com um gato loiro! babem!)
hehehehehe
Mas voltando ao assunto Nat, a mulher( ou musa)é sortuda sim, já o azar é todo meu por estar nesse estágio de neurose a pleno vapor rsrs, graças a ela claro. Mas até que rendeu uma crônica mais ou menos né? rs Meio piegas eu sei, mas quando se está completamente apaixonado e encantado é isso que se pode esperar. rs

Jorge Oliveira disse...

kkkkkkkkkkk Amor!To chorando de emoção aqui! Agora me sinto uma mulher completa e verdadeiramente amada! De noite te dou o presentinho meu bebê...kkkkk

No dia em que uma mulher me virar a cabeça assim eu juro que me aposento da vida boemia!

Natacia Araújo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Tem que rir! Vocês são dois doentes! rs
Eu sabia que projeto nenhum com vcs no meio ia dar em coisa séria...rsrsr
No fim das contas eu tô vendo que pobre é a mulher do texto por estar nas mãos de um louco com fetiche em loiros gatos...kkkkkkkk

Diego H. Zimermann disse...

bom, gostei

Alê disse...

ah! eu gostei! é incrível como os homens sabem exatamente o que uma mulher quer ouvir, mas poucos efetivamente dizem essas coisas para as mulheres, rs!